Descubra como as etiquetas RFID podem otimizar a logística da sua empresa.

Descubra como as etiquetas RFID podem otimizar a logística da sua empresa.

As etiquetas RFID para muitas pessoas é apenas mais uma etiqueta, mas por trás dela existe uma tecnologia que aumenta o controle sobre o estoque e otimiza o tempo da operação.

As etiquetas RFID chamam a atenção do mercado por serem uma alternativa ao uso dos códigos de barras usuais. É possível utilizá-las para tornar mais dinâmica e simples a identificação e o controle de produtos que entram e saem de estoque, já que a tecnologia identifica diversos itens de uma vez e permite fazer leituras a uma distância maior.

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Automação mostrou que quase 81% das mercadorias que circulam no país contam com código de barras e 91,6% das empresas que vendem diretamente ao consumidor final consideram o seu uso positivo. Um dos principais retornos está na gestão do negócio, pois 88% consideram que a tecnologia de identificação facilita a administração.

Se o uso dos códigos de barras tradicionais já surte grande efeito sobre o comércio, as etiquetas RFID têm tudo para melhorar ainda mais aspectos como:

  • Aumento da eficiência da cadeia de abastecimento
  • Redução da perda de vendas
  • Melhora do relacionamento com os consumidores: mais controle e mais satisfação
  • Gerenciamento do estoque em tempo real

 

O que são etiquetas RFID e como funcionam

Etiquetas RFID (Radio Frequency Identification), também conhecidas por Identificação por Rádio Frequência, são dispositivos de identificação e rastreamento através de um pequeno sinal de radiofrequência.

Sua estrutura básica é bem simples: uma antena, responsável por captar informações, e um microchip, que é capaz de armazenar dados. Ambos são protegidos por um transponder, também conhecido como tag, composto por um material de plástico ou silicone, que pode ter diversos formatos.

O primeiro grande feito com essa tecnologia ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial, quando as forças britânicas utilizaram a etiqueta RFID para distinguir aviões amigos de inimigos. Atualmente é utilizado no dia a dia em cartões de aproximação para o acesso a prédios e transportes públicos ou aplicado em livros e outros objetos para evitar furtos.

Na logística das empresas, essa etiqueta ajuda no controle mais ágil e preciso do estoque e do processo de expedição, o que, consequentemente, contribui com toda a cadeia de suprimentos. Confira mais detalhes a seguir.

 

Como a tecnologia RFID pode agilizar processos da logística interna

A logística interna refere-se a todo o processo de recebimento, estocagem, controle e distribuição dos produtos do seu e-commerce. Com a tecnologia do RFID é possível contar as mercadorias com nível de acerto muito maior, além de agilizar essa etapa.

Diante de um processo que necessita de um funcionamento tão orquestrado, qualquer interrupção do fluxo de produtos pode ocasionar rupturas e, com isso, prejudicar o atendimento às demandas. Dependendo da área onde está inserida a empresa, a importância das atividades de logística interna podem aumentar, uma vez que determinados ramos de negócio exigem controles mais minuciosos.

Por isso, a logística interna deve dispor de um nível de identificação apurada, que possibilite o controle e rastreabilidade dos produtos. É nesse sentido que a utilização de meios de identificação, como a tecnologia RFID, torna-se mais importantes a cada dia.

Quer saber mais sobre essa tecnologia? Como que ela pode agregar valor a sua empresa? Saiba mais AQUI

 

Informações por e-mail
Preencha o formulário abaixo e aguarde que nossos especialistas entrarão em contato: