Custo de Armazenagem: entenda o que é e como obter ganhos através de uma gestão logística eficiente

Custo de Armazenagem: entenda o que é e como obter ganhos através de uma gestão logística eficiente

A gestão de armazenagem tem um grande impacto na cadeia logística, pois pode comprometer a operação de recebimento, estocagem e expedição de uma empresa. Um ponto chave a ser entendido aqui é o custo de armazenagem. Entenda o que é e saiba como diminuir seus custos a partir de uma gestão integrada e eficiente.

O que é custo de armazenagem?

A composição do custo de um produto é realizada por diversos fatores, que podem variar dependendo do tipo de produto. Entre os possíveis custos temos, por exemplo, custo de matéria prima, de fabricação, impostos, transporte e custos de armazenagem. Especificamente o custo de armazenagem de um produto se refere a todos os custos envolvidos com o produto a partir do momento em que ele é armazenado em estoque.

Quais são os principais custos de armazenagem?

Os custos de movimentação compreendem os gastos diários, mensais ou anuais com as movimentações de entrada de produtos (movimentações de Recebimento e Armazenagem) e de saída de produtos (reabastecimento de áreas de separação de carga, separação e carregamento) realizadas pelas equipes do Armazém.

Custos de armazenagem representam os custos da área física ocupada pelo armazém, despesas de manutenção, equipamentos (paletes e porta-paletes), administrativas, seguros e prejuízos diversos ocorridos na atividade de armazenagem (quebras, perdas, roubos).

Custos de estoques referem-se ao financeiro do estoque médio armazenado. Representa o rendimento que seria obtido caso o capital investido em estoques fosse aplicado no mercado financeiro. Nesse caso, deve ser descontado o percentual do estoque em poder da empresa que ainda não foi pago ao fornecedor.

Custo de processamento de pedidos é o custo de processamento dos pedidos e notas fiscais. Consideramos apenas as operações que envolvem o trabalho de digitação de dados (percentual do tempo que as pessoas gastam nessa atividade) e o custo dos materiais envolvidos.

O custo de embalagens (quando houver) compreende os gastos com todo o material utilizado na embalagem dos produtos, além de toda a mão-de-obra utilizada nessa operação, que chamamos de “Embaladores”. Consideramos embaladores todos aqueles que se encarregam desse trabalho completamente ou em parte de seu turno, ou ainda como parte das atividades que executa. O custo de embalagem pode ser atribuído a uma necessidade ou exigência dos clientes, formação de kits, utilização de filmes stretch ou ao reprocessamento dos produtos (composição de embalagens mistas ou fracionamentos).

O custo administrativo é o componente do custo logístico atribuído ao pessoal administrativo geral, compreendendo: Diretoria, TI, Gerências, entre outros. Esse pessoal, bem como algumas despesas associadas, dedica-se não somente a logística, mas também a outras atividades e áreas da empresa. Portanto, deve ser feito um rateio do tempo gasto com logística para a sua alocação.  

A grande maioria dos custos de armazenagem – aluguel, mão-de-obra, depreciação de instalações e equipamentos de movimentação – são fixos e indiretos. Essas duas características dificultam respectivamente o gerenciamento da operação e alocação dos custos de armazenagem.  

Como posso reduzir custos de armazenagem?

Atualmente numa forma geral, grandes pedidos estão sendo substituídos por muitos pequenos pedidos com grande variedade de itens. Assim, torna-se necessário o investimento em novas tecnologias de gerenciamento, movimentação e separação de produtos, como os sistemas de WMS, que oferecem maior inteligência, controle e gestão dos custos de todas as operações de movimentação e armazenagem.

Uma empresa pode reduzir seus custos produtivos, pois seus estoques armazenados absorvem flutuações dos níveis de produção devido às incertezas do processo de manufatura ou a variações de oferta ou demanda. Além disso, os estoques podem reduzir os custos de transportes, pois permite o uso de quantidades maiores e mais econômicas nos lotes de carregamento.

Assim, o objetivo é utilizar estoque suficiente para um correto balanço econômico entre os custos de estocagem, produção e transporte.

A atividade de armazenagem não vem sendo tratada com a devida atenção pelos sistemas de custeio. Na maioria das vezes estes custos são agrupados a um único centro de custo e alocados aos produtos, ou mesmo aos clientes, com base no faturamento ou no volume de vendas. No entanto, a gestão de armazenagem vem ganhando importância e seus custos tornando-se mais relevantes tanto na indústria como no varejo.

Rodolfo Martinez e Rodrigo Sant’Anna são Analistas de Negócios de Logística | WMS e TMS

Fonte - https://www.senior.com.br/blog/custo-de-armazenagem-entenda-o-que-e-e-como-obter-ganhos-atraves-de-uma-gestao-logistica-eficiente/

Informações por e-mail
Preencha o formulário abaixo e aguarde que nossos especialistas entrarão em contato: